Diário de Um Hemofílico de Bem Com A Vida e Notícias e Tudo Sobre Hemofilia

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Bota a Cara no Sol: peça teatral

Dentre outras atividades, uma peça teatral marcou o més e o Dia Mundial da Hemofilia no Hemoba. 




Dia lindo! Momento único! Assim definiu a diretora de hematologia, Anelisa Streva. Um  ato simbólico foi realizado  em homenagem aos pacientes hemofílicos no Hemoba. 




Agradecemos o apoio e a parceria da Federação Brasileira de Hemofilia e da Baxter, disse a presidente do Hemoba, em relação ao Dia Mundial da Hemofilia. 

A pessoa que tem hemofilia não possui um dos fatores em quantidade suficiente para exercer suas funções, por isso seu sangue leva mais tempo para coagular, não sendo capaz de conter um sangramento. 


 Comemorando o Dia Mundial da Hemofilia (17), a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) promoveu um espetáculo teatral no último sábado (16), no Teatro SESI do Rio Vermelho, em parceria com o GREHEMOT - Grupo de Teatro da Hemoba. 

A apresentação trouxe atores da cena baiana, funcionários e pacientes do hemocentro coordenador para representar personagens que fizeram a alegria do público.A peça "Bota a Cara no Sol" teve como objetivo propor entretenimento, além de mostrar como os pacientes hemofílicos podem exercer diversas atividades na sociedade, desmistificando, quebrando paradigmas e respeitando os limites de cada pessoa. Dirigida pelo ator e também colaborador da Hemoba, Paulo Neri, o espetáculo retratou a importância das relações interpessoais e colocou em evidência todo a desenvoltura dos atores e colaboradores do hemocentro em Salvador.

"A conscientização da sociedade sobre a luta pelos direitos dos hemofílicos foi o que me estimulou, sobretudo pra descontrair um pouco da rotina da doença, dos problemas e das sequelas", enfatizou o paciente hemofílico, Ubiratan Magalhães. 


A peça, que recebeu o título de “Bota a Cara no Sol”, traz funcionários, pacientes e atores da cena teatral soteropolitana atuando como personagens e está sendo conduzida por Paulo Neri, também funcionário da fundação e diretor de teatro. 


A ação é uma iniciativa da Diretoria de Hematologia junto com a equipe multidisciplinar do hemocentro coordenador e recebe o apoio da empresa Baxter. 


Segundo a diretora de hematologia, Anelisa Streva, “o objetivo é trazer entretenimento, além de mostrar que os pacientes hemofílicos podem e devem ser vistos como pessoas normais, exercendo qualquer atividade na sociedade”. 


No Brasil várias ações e eventos coloriram o Dia Mundial.





Nenhum comentário:




do Diário Postagens opiniões e pensamentos



Quarta- Feira, 27 de setembro

clique e leia tudo

Os embaixadires em Hemofilia leval informações para melhorar o tratamento e a qualidade de vida das pessoas com hemofilia e seus familiares.

*9:00 Abertura do Hemocentro - Dra. Juliana Moreira (hematologista.

*9:10 A importância da Associação de Pacientes - Rosi e Roberto (Cheminas).

*9:20 A importância da profilaxia e da adesão ao tratamento - Dra. Juliana Moreira (hematologista.

*9:50 Troca de Experiência Com O Embaixador - Milton Ferreira (Embaixador) .

*10:10 Atenção Aos Cuidados Domiciliares e Benefícios do Tratamento - Adriana Drumond e Fernanda Tonimoto (Hemominas).

*11:00 Coffe Break - Todos. .



clique e leia tudo

Segundo Tiradentes no tempo dele sacanagem era sacanagem. Ele diz que não entendeu usarem isso pra enaltecer a esquerda e criticar a direita. Ele diz que apologia a pedofilia é crime. Se a aquilo for arte em Belo Horizonte deveriam a rua Guaicurus devia ser patrimônio cultural. As moças pintam o sete. Tiradentes se diz Feliz porque esse tempo não é dele. No dele estudante universitário não ia pelado pra faculdade.Como na música do Silvio Brito. Tá todo mundo doido...



LEIA TAMBÉM:



1
jamille edaes

2
Jamille e o marido, Roberto Edaes

3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"

4
jamille edaes

1
jamille edaes

2
Jamille e o marido, Roberto Edaes

3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"

4
jamille edaes




Eventos que participamos e cobrimos



Jamille e o marido, Roberto Edaes
Encontro Rio São Paulo de Hemofilia -RJ,
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Dia Mundial, APHISP - Campinas..
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Divulgando o Dia Mundial da Hemofilia Na Praça Sete. .